Warning: A non-numeric value encountered in /home/aeago/www/wp-content/themes/Divi/functions.php on line 5760

Relembrando o lançamento de livro de Ana Maria Primavesi pela AEAGO

Compartilhe em suas redes sociais

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter

Em agosto de 2018, a Associação dos Engenheiros Agrônomos de Goiás, AEAGO, e o CREA-GO, realizaram o lançamento da reedição do livro A Biocenose do Solo na produção vegetal & Deficiências minerais em culturas, de Ana Maria Primavesi. O evento contou com uma platéia numerosa de engenheiros agrônomos, demais profissionais do Sistema CONFEA/CREAs, além de estudantes.

Confiram a matéria que foi reproduzida no Boletim de Notícias do CREA-GO nº 591, 3 a 9 de setembro de 2018, Ano 13.

Lançamento de livro de Ana Primavesi realizado em Goiânia

O Crea-GO e a Associação dos Engenheiros Agrônomos de Goiás (Aeago), com apoio da Escola de Agronomia da Universidade Federal de Goiás (EA/UFG) e da editora Expressão Popular, promoveram no dia 28 de agosto, no auditório do Conselho goiano, o lançamento do livro “A biocenose do solo na produção vegetal & Deficiências minerais em culturas”, da pesquisadora Ana Maria Primavesi. O evento contou com a participação de Carin Primavesi, filha de Ana Maria, que ministrou palestra aos cerca de 60 presentes.

O dispositivo de honra do lançamento contou com as presenças do presidente do Crea-GO, Eng. Francisco Almeida; o presidente da Aeago e conselheiro do Crea-GO, Eng. Agr. José Reis Filho; o professor Eng. Agr. Paulo Marçal Fernandes, representando o diretor da Escola de Agronomia, Prof. Eng. Agr. Marcos Gomes da Cunha; e o representante político da editora Expressão Popular em Goiás, José Valdir Misnerov.

Em sua fala, José Valdir destacou a importância do lançamento “de uma das principais obras sobre a questão dos solos, dos alimentos, da biodiversidade e da vida de um modo geral”. Já o representante da UFG, Paulo Marçal, frisou ser um grande prazer participar o lançamento do livro, enquanto representante da Escola de Agronomia, mas também “dos produtores que buscam desenvolver uma agricultura verdadeiramente sustentável, para promover um desenvolvimento verdadeiramente sustentável”.

Por sua vez, José Reis, presidente da Aeago, comentou que a Associação está trabalhando sob a ótica do profissional, com o objetivo de discutir amplamente temas ligados à agricultura. “O engenheiro agrônomo tem que estar preocupado com toda a situação do solo que, hoje, é fundamental. Se não cuidarmos dele, não teremos água e alimentos – quase todos os problemas com água, passam pelo solo. E a professora Ana Primavesi sempre teve o solo como sua base de estudo e isso é fundamental: conhecermos bem o solo, em todos os níveis”, expôs.

O presidente do Crea-GO, Francisco Almeida, por fim, lembrou que o 17º Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente tem como tema “Solo. A terra que se planta, a vida que se colhe”. “Este lançamento vem ao encontro do que nos propusemos a discutir no maior premio relacionado ao meio ambiente em Goiás”, destacou. Francisco também constatou que o Brasil, na contramão da tendência mundial, continua um dos maiores consumidores de defensivos agrícolas do mundo. “Nós, engenheiros agrônomos, precisamos conscientizar em especial os pequenos produtores, a fazer uma produção saudável. O Crea-GO está trabalhando nesse sentido”, concluiu.

Palestra – Após a abertura do evento, a Eng. Civ. Carin Primavesi, filha de Ana Maria Primavesi, ministrou a palestra “A importância do solo & saúde pública e planetária”. Em sua fala, a engenheira buscou mostrar que o solo é “o mais importante para a sobrevivência do ser humano no planeta”. “O solo é vivo. Ele precisa de vida para produzir o alimento saudável, que contém os ingredientes que nosso corpo precisa. No momento em que é atacado por pragas, ele deixa de produzir todos esses nutrientes, o que piora se se coloca venenos. Todo esse processo indica que o solo está morrendo e o último estágio é o deserto”, salientou a palestrante.

A filha de Ana Primavesi também apresentou uma breve biografia da mãe, que, em outubro, completa 98 anos. Formada em 1942, Ana Primavesi é responsável por avanços no campo de estudo das ciências do solo, especialmente em relação ao manejo ecológico. Ela também é uma das principais pesquisadoras da agroecologia e da agricultura orgânica, e foi pioneira no movimento de compreensão do solo como um organismo vivo. Ao final do evento, Carin ainda autografou alguns livros em nome de Ana Maria Primavesi.